https://public-rf-upload.minhawebradio.net/244075/slider/639be829056b5a06650c182d52b4abb9.png
https://public-rf-upload.minhawebradio.net/244075/slider/9dc9ad905a225e4fb5d2634c177ebba7.png
https://public-rf-upload.minhawebradio.net/244075/slider/3487f96393a621ae08fa1de3bbaa06c4.png
https://public-rf-upload.minhawebradio.net/244075/slider/3c24f130f8bc3aa216c21ea295916d09.png
Prefeito Orlando Morando vistoria avanço das obras de moradia no Monte Sião e Silvina Audi
20/05/2024 13:46 em SBC

Da redação

Prefeito Orlando Morando vistoria avanço das obras de moradia no Monte Sião e Silvina Audi

Projetos habitacionais envolvem construção de 1.090 unidades na região, contemplando, via parcerias, um investimento no valor de R$ 213,6 milhões

Em avanço a projetos habitacionais desenvolvidos na cidade, o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, vistoriou o andamento das obras de construção de moradias nos núcleos Monte Sião e Silvina Audi, situados entre o Jardim Silvina e Vila Areião, região do Montanhão. Com intervenções efetivas no local, os empreendimentos residenciais estão sendo erguidos às margens do novo prolongamento da Rua Padre Léo Comissari, dentro da proposta de entregar 1.090 unidades divididas em quatro conjuntos.

Localizados em terrenos hoje caracterizados por canteiros de obras, os empreendimentos Monte Sião I, II e III, além do Silvina Audi, envolvem investimento no valor de R$ 213,6 milhões no total, fruto de parceria da Administração municipal e o governo do Estado, por meio da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) – o último convênio, por sua vez, chamado Projeto Mananciais, tem convênio também com a União, visando beneficiar moradores dos bairros Areião, Vila Sabesp, Vila dos Estudantes e Monte Sião.

"Estamos investindo naquilo que é o maior sonho de uma família: ter sua casa própria. Voltado a milhares de moradores que há décadas aguardavam por essa iniciativa. São quatro grandes empreendimentos de habitação popular. As obras estão em pleno andamento, em produção de mais de 1.000 unidades ao todo só aqui nesta região. É quase que uma cidade, um bairro novo, sendo erguido no local. Uma transformação completa, com crescimento sustentável neste eixo, melhorando a vida das pessoas", sustentou o prefeito Orlando Morando.

No âmbito municipal, as intervenções, todas contratadas, são supervisionadas pela Secretaria de Habitação, gerida por João Abukater Neto. Segundo ele, justamente por conta do impacto da construção dos conjuntos residenciais, foi planejada uma estrutura complementar para atender esse público. "Estão sendo construídos um centro comercial e um centro comunitário para dar esse suporte", frisou o secretário, ao acrescentar que os empreendimentos vão gerar cerca de 2.000 empregos para concretização do projeto.

Em paralelo aos empreendimentos residenciais, conforme mencionado, o projeto inclui centro comercial com 25 novos pontos comerciais, unidade de ensino e centro comunitário de 1.200 metros quadrados com infraestrutura para eventos, esportes e lazer.

A estimativa é a de que as moradias sejam entregues no prazo de até 24 meses. Os apartamentos têm entre 47,58 e 50,76 metros quadrados, com dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e lavanderia, além de área comum com quiosque, quadra esportiva e playground.

PROGRAMA – Os residenciais Monte Sião I, II e III são atrelados ao Programa Carta de Crédito Associativo (CCA), seguindo diretrizes da CDHU. O projeto contempla famílias com renda mensal bruta de até cinco salários mínimos e que foram removidas de áreas de risco ou em razão de obras de urbanização. Entre os principais benefícios do programa estão o subsídio de até 63% no valor do financiamento, prazo de até 30 anos para pagar, além de parcelas mensais de até 20% da renda familiar líquida.

BENEFÍCIOS – Entre as melhorias realizadas na região, destaque para a construção de um novo viário com quatro faixas de rolamento, com 1 quilômetro de extensão para ligar o Jardim Silvina à Vila Sabesp – inaugurada em julho do ano passado -, obras de drenagem pluvial, implantação de rede de esgoto, novas adutoras para abastecimento de água potável, infraestrutura para iluminação pública em LED e fornecimento de energia com rede subterrânea, bem como pavimentação asfáltica, passeio, guias e sarjetas, recomposição ambiental e pontos para parada para o transporte público.
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!